Parte do material aqui postado é retirado da internet, sempre que possível, colocarei os devidos créditos.

Pesquisar este blog

terça-feira, 10 de março de 2015

Dinâmicas Divertidas!


Podem ser usadas tanto com as crianças quanto com as professoras.

1°- A TROCA DE UM SEGREDO

Material necessário: pedaços de papel e lápis.

Desenvolvimento: os participantes deverão descrever, na papeleta, uma dificuldade
que sentem no relacionamento e que não gostariam de expor oralmente;
      A papeleta deve ser dobrada de forma idêntica, e uma vez recolhida, misturará e
distribuirá para cada participante, que assumirá o problema que está na papeleta
como se fosse ele mesmo o autor, esforçando-se por compreendê-lo.
     Cada qual, por sua vez, lerá em voz alta o problema que estiver na papeleta,
usando a 1ª pessoa “eu” e fazendo as adaptações necessárias, dando a solução ao
problema apresentado.
Compartilhar: a importância de levarmos a cargas uns dos outros e ajudarmos o
nosso próximo.


2°APRENDENDO

Material utilizado: Bola

Procedimentos:
Forme um círculo com os participantes e explique que quem estiver com a bola,
deverá formular uma pergunta sobre o conteúdo estudado e passar a bola para outro
participante responder a pergunta formulada.


3° ESTAMOS TODOS NO MESMO SACO

Objetivo do Jogo: Todos os participantes deverão percorrer um determinado caminho juntos dentro de um saco gigante.

Propósito: Este jogo facilita a vivência de valores e o surgimento de questões bem interessantes como:
Desafio comum: percepção clara de interdependência na busca do sucesso.
Trabalho em equipe: a importância de equilibrarmos nossas ações e harmonizarmos o ritmo do grupo.
Comunicação: importância do diálogo na escolha da melhor estratégia para continuar jogando.
Respeito: pelas diferenças possíveis de encontrarmos em um grupo como: tipo físico, idade e diferença de opiniões.
Persistência: na afinação do grupo e na importância de manter o foco no objetivo.
Alegria: este também é um jogo para rir muito, a própria situação em que o jogo acontece já nos inspira a rir.

Recursos: Um saco gigante, confeccionado com tecido utilizado para forro de biquínis e sungas, pode ser adquirido em lojas de venda de tecido por quilo. Ele vem em formato tubular, então é só medir a altura do saco que você acha ideal, cortar, costurar e está pronto.

Número de Participantes: O numero de participantes pode variar bastante, é só abrir a lateral do saco e ir costurando em outros, de acordo com a quantidade de participantes.

Duração: Podemos estimar um tempo de 30 minutos entre explicação, vivência e reflexão. Este
tempo pode ainda ser ampliado de acordo com os obstáculos criados pelo mediador.

Descrição: Podemos iniciar o jogo questionando se todo o grupo caberia dentro deste saco gigante. Após a constatação de que é possível todos entrarem podemos estipular um percurso a ser percorrido pelo grupo. O grupo poderá a qualquer momento fazer um pedido de tempo para a escolha de novas estratégias. Posteriormente podemos aumentar o desafio e o grau de dificuldade colocando novos obstáculos no caminho a ser percorrido.
O jogo termina quando os participantes atingem o objetivo.

Dicas:
Durante o jogo a comunicação no grupo é um fator fundamental para o sucesso. Caso seja necessário auxilie o grupo nesta tarefa.
Libere os pedidos de tempo à vontade, conversar neste jogo é muito importante.
Caso haja no grupo pessoas que por suas características físicas tenham dificuldade em jogar, fique atento a forma como o grupo resolve esta questão.
Para confecção do saco gigante peça ajuda a uma costureira profissional, isto vai ajudar bastante.
Que tal entrar neste saco gigante e ficar juntinho com todos os outros?
Dê boas risadas e aproveite bastante!


4° CAIU EM MIM

Objetivo: Esta dinâmica pode ser considerada um exercício de integração, no entanto, é mais adequada para grupos que já se conhecem, objetivando o lazer e a descontração.

Procedimentos:
1. Orientar para que todos fiquem assentados em círculo;
2. Distribuir papeletas e lápis para cada participante;
3. Cada pessoa escreverá na sua papeleta alguma coisa que o vizinho da direita realizasse. Pode ser qualquer coisa: imitar alguém, cantar uma música, imitar um animal, etc;
4. Deverão assinar o nome nas papeletas
5. O facilitador recolhe todas as papeletas;
6. Após recolher as papeletas, dá o mote: "Aquilo que você não quiser para si não deve desejar para os outros... Portanto, o que você escreveu na sua papeleta, quem vai executar é você!
7. Iniciar por voluntários, até que todos tenham concluído.